Uncategorized

Em 1999 quando Serra era Ministro da Saúde a VEJA era a favor dos médicos cubanos e sua vinda ao Brasil.

Hipocrisia Padrão Fifa ou Não ?  Será que os coxinhas tão “revoltados” hoje com isso na época iriam apoiar isso ?

VEJA 1999 APOIA CUBANOS

 

 

o milagre veio de cuba

 

E uma segunda Parte para os reacionários que aos montes vieram descreditar a reportagem.

Revista Veja edição de 20 de Outubro de 1999, que pode ser consultada online através do arquivo digital da Revista Aqui :

http://veja.abril.com.br/acervodigital/home.aspx

Anúncios
Padrão
Uncategorized

Protesto do 7 de setembro é apoiado pela extrema direita e funcionários fantasmas do PSDB do Paraná.

Carta Capital nº 762 Ano 2013 – 21 de Agosto de 2013
Páginas da reportagem : Pag.36 á Pag.38.

Segundo a reportagem recente de Carta Capital  nº 762 ,foram coletados diversas informações em que chegaram aos financiadores e apoiadores do protesto do 7 de setembro,entre eles Carlos Bolsonaro e Jair Bolsonaro, Eduardo Cunha do PMDB, o deputado Valdir Rossoni do PSDB do Paraná ( que está em débito com a justiça por caixa 2 e tentou impedir a CPI do Pedágio no Paraná) e ainda conta com organizadores que são funcionários fantasmas da Assembléia Legislativa do Paraná, o alvo desses protestos é unicamente a Presidência e a Esquerda no Brasil veja mais abaixo. Veja mais abaixo a reportagem;

DSC02139

DSC02140

DSC02141

Padrão
Uncategorized

RUPTURA, AMNÉSIA COLETIVA E RESSURGIMENTO DAS FORÇAS CONSERVADORAS

Por Diogo Costa

latuffff

 

Antes de junho, um governo com incomensurável aprovação popular. Aprovação maior até que a aprovação que Lula tinha. Depois de junho, queda abrupta na aprovação de Dilma Rousseff e do governo federal.

E aí eu pergunto, o que mudou no antes e no depois de junho?

Em termos concretos, no campo dos índices sócio-econômicos, não mudou absolutamente nada. Aliás, se algo mudou de junho para cá, foi para melhor (o exemplo mais cabal é o da questão da inflação).

Viro minha boca cem vezes, mas já imaginaram um segundo turno em 2014 entre Aécio Neves e Marina Silva?

O candidato do capital financeiro contra a candidata do capital financeiro esverdeado! O que isso significaria?

Simples, significaria a falência múltipla de órgãos da esquerda no país (e não me refiro somente ao PT).

E algumas pessoas ainda querem que eu, que sou apenas um rapaz latino-americano sem dinheiro no banco, venha a glorificar os acontecimentos orquestrados de junho?

O que aconteceu foi um brutal processo de criminalização da esquerda e de amnésia coletiva em escala nacional. Isso foi o que aconteceu.

Houve uma ruptura com a realidade e construiu-se uma narrativa fictícia de que o país era uma desgraça. E ao que parece colou. E ao que parece a esquerda romântica continuará a tecer loas a tudo isso que aconteceu, bovinamente.

Quando PT, PSOL, PSTU, PCB e PCO (que parece que já se alertou) se derem conta dos resultados dessas manifestações onde ela, a esquerda, foi sumariamente expulsa, talvez seja tarde demais.

As juninas manifestações entrarão para a história como uma espécie de ressurreição das forças conservadoras, do liberalismo e do capital financeiro.

Fizeram pela direita o que nem mil FHCs, Serras ou Aécios seriam capazes de fazer no curto e no médio prazos.

Padrão
Uncategorized

O ARCAICO FICOU MODERNO!

Por Diogo Costa.

O moderno agora é a precarização do trabalho. O moderno agora é o ‘precariado cognitivo’.

O moderno agora são as relações “horizontalizadas” em que o mundo do trabalho, com seus respectivos conceitos e conquistas, tornou-se anacrônico e obsoleto.

O moderno agora é descer a lenha nas Centrais Sindicais e tecer loas às “novas formas de organização desmonetizada”.

Que mané direitos trabalhistas e previdenciários? A onda agora é o trabalho “colaborativo” sem remuneração e sem garantias trabalhistas!

As classes patronais estão em êxtase! Já imaginaram que maravilha transferir o modelo liberal do início do século XIX, com relação às relações laborais de Casas Fora do Eixo, para o trabalho nas indústrias e no comércio?

Sinceramente, as manifestações de junho fizeram mais pela classe dominante, pelo liberalismo e pelo capital financeiro do que mil Redes Globos em conjunto poderiam sequer pensar em fazer…

Substituíram a luta de classes pelo coletivos culturais pós modernos e “horizontalizados”!

E parte da esquerda ainda não se deu conta disso, infelizmente.

 

coxinhasss

Padrão