Uncategorized

Ter avatar da França no perfil não te torna “imperialista” e menos preocupado com outras tragédias.

O Facebook tornou-se uma arena hoje, quem colocava fotos em solidariedade aos franceses mortos no último dia 13 em  ataque terrorista era criticado, uns por  “serem brasileiros” e não terem colocado bandeira do Brasil  por causa de chacinas, mortes e a recente tragédia da Samarco em Minas, outros por não “lembrar” das mortes na Nigéria, Quênia, Líbano, Síria causados pelo Estado Islâmico, que a França financia, logo é um país imperialista e quem posta foto em apoio também é. Lembrando que o fato da pessoa colocar foto com avatar da bandeira da França não a torna menos preocupada com outras questões e que toda solidariedade é bem vinda, ainda mais quando você no dia-a-dia prova que não se preocupa apenas com as pautas midiáticas.

france

A pessoa pode ser ativa em diversas causas, militar em movimentos sociais, colocando uma foto no perfil com as cores da França disponibilizado pelo “Facebook imperialista”,torna-se menos “politizada”, apoiadora do “imperialismo”, não “vê as crianças palestinas, sírias, nigerianas” mortas pelo Estado Islâmico, não importa-se com a tragédia em Minas da Samarco, desconsiderando assim a história pessoal da pessoa, se ela tem amigos, parentes na França, que ela mesmo sem postar sobre outras tragédias é solidária também a outras causas, toda solidariedade é bem vinda, alguns apenas preocupam-se de fato com o que ocorre no exterior fechando os olhos para problemas locais e países explorados pelo imperialismo e pelas guerras, outros no entanto pensam que as pessoas vítimas na França, foram tão vítimas desse imperialismo e esquema capitalista que fomenta e lucra com a guerra, quanto são os sírios, palestinos, libaneses, nigerianos.

O maior fio condutor desses atos terroristas é o capitalismo que visa o lucro do petróleo, em vez de vidas humanas e soberania de nações, que lucra com a guerra, aproveitando conflitos étnico religiosos, armando grupos de oposição a governos não alinhados com os EUA e depois perdendo controle desses mesmos grupos que acabam atacando países europeus, árabes. Franceses, libaneses, sírios, palestinos, são tão vítimas desse esquema capitalista de lucros com guerra e petróleo, quanto qualquer outro ser humano, portanto a solidariedade com os mesmos é sim bem vinda e não te torna “imperialista” nem menos preocupado com outras tragédias e causas.

Anúncios
Padrão