Uncategorized

Direita agora mira em criminalizar movimentos contra o golpe

Assustadas pelas mobilizações contra o golpe, que ocorreram em massa no dia 18 e 31, direita agora tenta mirar meios de comunicação alternativos e líderes de movimentos sociais que mobilizam suas bases e formam o cordão de resistência ao golpe, o consórcio formado pelo Juiz Sérgio Moro, PSDB, DEM, setores da PF, MPF e mídia tentam agora calar líderes como Guilherme Boulos do MTST e lideranças da CONTAG, CUT e meios de comunicação alternativos, um dos objetivos é cercar a capacidade de mobilização e disseminação de informações que denunciem o golpe de estado, para isso usam de seus artíficios midiáticos e jurídicos para as ações.

 

boulos

Nova estratégia da direita aponta também um certo desespero, com  a reabertura do caso Celso Daniel, sempre em anos eleitorais e em momentos decisivos da política nacional e também agora ao pedido de prisão preventiva de Guilherme Boulos, mostra que os golpistas não estão tendo a margem folgada e legitimidade para emplacar o Impeachment, Globo já trabalha o bordão que “Impeachment não é golpe” e a direita trata de criminalizar movimentos sociais, mostrando que os atos incomodaram e a repercussão deles é positiva na consciência do povo brasileiro.

A estratégia para superar este momento é manter intensa mobilização nas redes sociais e nas ruas, denunciar de maneira veemente o golpe jurídico-midiático e também parlamentar, onde Cunha comanda, além disso fazer forte denúncia nas redes sociais dos consórcios golpistas e desmascarar os movimentos de direita, debates em universidades, espaços públicos, escolas, igrejas se fazem importantes para discutir com a base eleitoral que elegeu Dilma como o golpe afetará suas vidas, como os golpistas querem destroçar a CLT, privatizar empresas públicas, diminuir direitos e conquistas sociais, a luta não para e o repouso só pode vir quando a direita for derrotada.

Anúncios
Padrão
Uncategorized

Lula não está acima da lei, quem está são os tucanos

Na mesma semana em que Lula foi conduzido coercitivamente a depor na Polícia Federal,  Aécio Neves teve suas denúncias  arquivadas pelo Ministério Público, agora Aécio está a chamar seus simpatizantes e sua base de apoio golpista para ir ás ruas, com o lema “contra corrupção”, com a cumplicidade de uma mídia que centra fogo pesado no ex-presidente Lula  e com a proteção de um judiciário que arquiva denúncias contra tucanos antes mesmo de concluírem investigações, podemos dizer com toda certeza que quem está acima da lei, não é Lula, como haviam dito Procuradores da Lava Jato e sim os tucanos.

aecio acenando

Semana conturbada em que ficaram nítidas as intenções da Operação Lava Jato, com a pirotecnia midiática que levou Lula a força para depor na Polícia Federal, por ordem de Sérgio Moro, tudo transmitido ao vivo pela Globo.A Operação  escancarou intenções, quando  arquivou denúncias contra o Senador Aécio Neves, sem contar as delações contra o ex-presidente FHC que até agora sequer foram investigadas pelos procuradores e pelo juiz Sérgio Moro.

Agora uma suposta nova delação do Senador Delcídio Amaral (PT), envolve nomes como de Aécio Neves novamente na Operação Lava Jato, ao que tudo indica Sérgio Moro irá recrucesder a operação contra o ex-presidente Lula, pois se Lula não for preso irá ser o candidato favorito em 2018 e sendo inocentado na Operação Lava Jato, levará a Operação a descrédito e apontará a armação jurídica e midiática que sempre denunciaram a base de apoio ao PT, portanto teremos novas investidas contra o ex-presidente e provavelmente mais arquivamentos e blindagem sobre tucanos.

 

 

 

Padrão
Uncategorized

Ter avatar da França no perfil não te torna “imperialista” e menos preocupado com outras tragédias.

O Facebook tornou-se uma arena hoje, quem colocava fotos em solidariedade aos franceses mortos no último dia 13 em  ataque terrorista era criticado, uns por  “serem brasileiros” e não terem colocado bandeira do Brasil  por causa de chacinas, mortes e a recente tragédia da Samarco em Minas, outros por não “lembrar” das mortes na Nigéria, Quênia, Líbano, Síria causados pelo Estado Islâmico, que a França financia, logo é um país imperialista e quem posta foto em apoio também é. Lembrando que o fato da pessoa colocar foto com avatar da bandeira da França não a torna menos preocupada com outras questões e que toda solidariedade é bem vinda, ainda mais quando você no dia-a-dia prova que não se preocupa apenas com as pautas midiáticas.

france

A pessoa pode ser ativa em diversas causas, militar em movimentos sociais, colocando uma foto no perfil com as cores da França disponibilizado pelo “Facebook imperialista”,torna-se menos “politizada”, apoiadora do “imperialismo”, não “vê as crianças palestinas, sírias, nigerianas” mortas pelo Estado Islâmico, não importa-se com a tragédia em Minas da Samarco, desconsiderando assim a história pessoal da pessoa, se ela tem amigos, parentes na França, que ela mesmo sem postar sobre outras tragédias é solidária também a outras causas, toda solidariedade é bem vinda, alguns apenas preocupam-se de fato com o que ocorre no exterior fechando os olhos para problemas locais e países explorados pelo imperialismo e pelas guerras, outros no entanto pensam que as pessoas vítimas na França, foram tão vítimas desse imperialismo e esquema capitalista que fomenta e lucra com a guerra, quanto são os sírios, palestinos, libaneses, nigerianos.

O maior fio condutor desses atos terroristas é o capitalismo que visa o lucro do petróleo, em vez de vidas humanas e soberania de nações, que lucra com a guerra, aproveitando conflitos étnico religiosos, armando grupos de oposição a governos não alinhados com os EUA e depois perdendo controle desses mesmos grupos que acabam atacando países europeus, árabes. Franceses, libaneses, sírios, palestinos, são tão vítimas desse esquema capitalista de lucros com guerra e petróleo, quanto qualquer outro ser humano, portanto a solidariedade com os mesmos é sim bem vinda e não te torna “imperialista” nem menos preocupado com outras tragédias e causas.

Padrão